Fuxicando sobre Chick-Lits - Os diários de Carrie

Oi bonitos! Hoje tem a primeira resenha do desafio Fuxicando sobre Chick-Lits. E o livro que eu escolhi pro mês de janeiro foi Os diários de Carrie, que eu comprei já tem um tempinho, comecei a ler mas não terminei, dai veio a série e eu resolvi que tava na hora de criar vergonhar e ler de novo e me arrependi de não ter feito isso antes! Vamos conferir!


Sinopse: Os Diários de Carrie começa no último ano de Carrie do ensino médio. Ela e seus melhores amigos Walt, Lali, Maggie são inseparáveis. E então Sebastian Kydd entra em cena. Sebastian é um bad boy, intrigante e imprevisível. Carrie está em um relacionamento que ela sempre quis ter na escola, até que a traição de um amigo a faz questionar tudo. Com seus tempos de colégio chegando ao fim, Carrie vai perceber que chegou finalmente a hora de ir atrás de tudo o que ela sempre quis. Os fãs de Carrie vão aprender sobre seus antecedentes familiares – como ela encontrou seu talento para a escrita, e a impressão que suas amizades e relacionamentos deixaram sobre ela.



Eu acredito que o motivo principal de ter parado de ler Os diários de Carrie, foi a diferença da grande Carrie adulta pra Carrie adolescente. Eu sou apaixonada por ela, os filmes, a série, tudo que tem ela já me inspira e eu acho que eu não conseguia visualizar aquela personagem tão bem construída numa forma mais nova, uma adolescente insegura,  tão parecida com qualquer outra amiga que temos, ou até mesmo com a gente, vivendo no interior, até que eu vi o primeiro episódio da série de mesmo nome e tudo ficou mais fácil, abriu meus olhos, eu consegui me identificar com a personagem que tanto amo.

Carrie Bradshaw tem 17 anos, mora em uma cidadezinha chamada Castelbury, com o pai e as duas irmãs, isso no livro ela tem mais uma irmã. Tem o sonho de ser escritora e é apaixonada por NY. Conhecemos também os melhores amigos dela, Walt, Maggie e Mouse, a ''amiga'' traidora Lali, o amigo George, e o boy magia do livro: Sebastian, que faz com que nossa querida aspirante a escritora sofra muito. Alias eu acho que foi bem ai que Carrie começou a construir sua personagem forte, segura de si. Porque ele apronta cada uma com ela que as vezes eu tinha vontade de entrar no livro e dar uns bons tapas nele. Mas foi isso que fez com que Carrie buscasse lá dentro, no fundinho, uma inspiração para escrever sobre alguma coisa ''real''. O final do livro quando ela finalmente vai pra NY é simplesmente maravilhoso, eu fiquei, de verdade, uns 10 minutos olhando aquela última estrofe gente, preciso desesperadamente do outro livro.

Obs: Estou querendo saber como a série vai apresentar a Lali, ou será que ela não vai existir, quero muito ver a ''amizade'' de Carrie com Donna Ladonna , afinal, nosa heroina tem muito a agradecer à rival não é, quem leu o livro sabe.

Só eu achei o Sebastian da série mais fofo/lindo do que o Sebastian do livro?

Título Original: The Carrie Diaries
Autor: Candance Bushnell
Data de Publicação: 2010
Número de Páginas: 399
Editora: Record

6 comentários:

  1. Sebastian é um divo na série né?
    Eu pegava ele com todo meu humilde respeito :o
    Aliás acho que o Sebastian é a versão adolescente do Mr. Big sabe?
    Ela também sofreu um pocado na mão dele.
    Preciso desse livro...

    Beijos
    Helana O'hara
    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ai Mr. Big, ele deve ser o Sebastian crescido mesmo, UHAUAHAUU
    Mas o livro é ótimo amiga, você vai amar, tenho certeza.

    ResponderExcluir
  3. Eu adorava Sex and the City, tanto seriado quanto os filmes, e quero ler esta prévia para a série, mas tenho medo de me decepcionar e estragar algo que começou e acabou tão bem.
    Beijos,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  4. Deve ser demais este livro. Seguindo aqui! Beijos querida e uma ótima semana. Visite o blog e siga também!
    Blog: http://blogparisvie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li o livro mas já estou super viciada na série!
    Assim que possível pretendo adquirir o livro, promete ser maravilhoso! Já vi que tem algumas diferenças com a série, mas isso não é tão ruim, na verdade, parece ser mais interessante do que a adaptação televisiva.
    Beijos e amei sua resenha

    ResponderExcluir